Liturgia Diária

Nesta página você poderá ler e meditar a Liturgia Diária para o dia de hoje!

Ao final, convido você a deixar suas intenções para a Santa Missa, preenchendo o formulário abaixo.

Se deseja, meditar a Liturgia, a Bíblia, o Santo de cada dia e ter muitas orações e conteúdo Católico na palma da sua mão, convido você a baixar o App Salve Maria!

6º Domingo da Páscoa

Primeira Leitura: Atos 15,1-2.22-29

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 1chegaram al­guns da Judeia e ensinavam aos ir­mãos de Antioquia, dizendo: “Vós não pode­reis salvar-vos se não for­des circun­ci­dados, como ordena a Lei de Moi­sés”. 2Isso provocou muita con­fusão, e houve uma grande dis­cussão de Paulo e Barnabé com eles. Final­mente, decidiram que Paulo, Barna­bé e alguns outros fossem a Jerusalém para tratar dessa questão com os apóstolos e os anciãos. 22En­tão os apóstolos e os anciãos, de acor­do com toda a comunidade de Je­ru­salém, resolveram escolher alguns da comunidade para mandá-los a Antioquia com Paulo e Bar­nabé. Esco­lheram Judas, chamado Bársa­bas, e Silas, que eram muito respei­ta­dos pelos irmãos. 23Através deles enviaram a se­guinte carta: “Nós, os apóstolos e os anciãos, vossos irmãos, sauda­­mos os irmãos vindos do paganismo e que estão em Antioquia e nas regiões da Síria e da Cilícia. 24Fica­mos sa­ben­do que alguns dos nossos cau­saram perturbações com palavras que transtornaram vosso espí­rito. Eles não foram enviados por nós. 25Então decidimos, de comum acor­­do, escolher alguns represen­tantes e mandá-los até vós, junto com nossos queridos irmãos Bar­nabé e Paulo, 26homens que arriscaram suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo. 27Por isso, esta­mos en­vi­an­do Judas e Silas, que pes­soal­mente vos transmitirão a mes­ma mensagem. 28Porque decidimos, o Espírito San­to e nós, não vos impor nenhum fardo, além destas coisas indispen­sáveis: 29abster-se de carnes sacrifi­cadas aos ídolos, do sangue, das carnes de animais sufocados e das uniões ilegítimas. Vós fareis bem se evitardes essas coisas. Saudações!”

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

Terço Dourado - Salvai-me, Rainha de Fátima!

Salmo Responsorial: 66(67)

Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, / que todas as nações vos glorifiquem!

1. Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção, / e sua face resplandeça sobre nós! / Que na terra se conheça o seu caminho / e a sua salvação por entre os povos. – R.

2. Exulte de alegria a terra inteira, / pois julgais o universo com justiça; / os povos governais com retidão / e guiais, em toda a terra, as nações. – R.

3. Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, / que todas as nações vos glorifiquem! / Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe, / e o respeitem os confins de toda a terra! – R.

Segunda Leitura: Apocalipse 21,10-14.22-23

Leitura do livro do Apocalipse de São João – 10Um anjo me levou em espírito a uma montanha grande e alta. Mostrou-me a cidade santa, Jerusalém, descendo do céu, de junto de Deus, 11brilhando com a glória de Deus. Seu brilho era como o de uma pedra preciosíssima, como o brilho de jaspe cristalino. 12Estava cercada por uma muralha maciça e alta, com doze portas. Sobre as portas estavam doze anjos, e nas portas estavam escritos os nomes das doze tribos de Israel. 13Havia três portas do lado do oriente, três portas do lado norte, três portas do lado sul e três portas do lado do ocidente. 14A muralha da cidade tinha doze alicerces, e sobre eles estavam escritos os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro. 22Não vi templo na cidade, pois o seu templo é o próprio Senhor, o Deus todo-poderoso, e o Cordeiro. 23A cidade não precisa de sol nem de lua que a iluminem, pois a glória de Deus é a sua luz e a sua lâmpada é o Cordeiro.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

Evangelho: João 14,23-29

Aleluia, aleluia, aleluia.

Quem me ama realmente guardará minha Palavra, / e meu Pai o amará, e a ele nós viremos (Jo 14,23). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João – Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 23“Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. 24Quem não me ama não guarda a minha palavra. E a palavra que escutais não é minha, mas do Pai que me enviou. 25Isso é o que vos disse enquanto estava convosco. 26Mas o Defensor, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito. 27Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. 28Ouvistes que eu vos disse: ‘Vou, mas voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. 29Disse-vos isso agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Deixe suas Intenções nas Santas Missas

Preencha o formulário abaixo, para que suas intenções sejam colocadas em oração nas Santas Missas.

Nome:
Email:
Telefone:
Intenções:

Importância da leitura e meditação da Liturgia Diária

Primeiramente, somos convidados todos os dias a amar, degustar, refletir, meditar, aprofundar e viver as palavras do Senhor, gerando salvação a nós mesmos e aos outros.

Depois, não nos esqueçamos que assim como precisamos do alimento de forma regular para o sustento do nosso corpo, a meditação da Liturgia Diária é alimento e sustento para a nossa alma, como nos descreve o próprio Jesus no Evangelho de São Mateus: “Não só de pão vive o homem mas de toda palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4, 4).

Portanto, para que a nossa vida possa refletir a vida de Cristo e sua resposta de amor ao Pai devemos beber da fonte, que é Ele mesmo, nos encher de suas palavras e ensinamentos e encontrar Nele direção e discernimento corretos para cada passo de nossa história.

Através de alguns pontos vamos aprofundar sobre os benefícios adquiridos através do bom hábito da leitura das escrituras para o nosso caminho de intimidade com o Senhor.

Como viver de forma prática a Liturgia Diária?

Este é um método de leitura orante da Palavra de Deus, da Liturgia Diária, praticado e ensinado pelos Padres da Igreja desde os seus primeiros séculos. Foi batizada com esse nome por Orígenes no séc. III, e generalizou-se nos séculos IV e V como maneira predominante de ler a bíblia.

Esta pode ser feita diariamente, por exemplo, meditando o Evangelho proposto pela liturgia diária da Santa Missa.

Após suplicar a luz do Espírito Santo, o método se desenvolve em 4 passos:

  • Leitura: o que a Palavra diz em si;
  • Meditação: o que a Palavra diz para mim; o que ela me ensina, me revela, como ela me forma, como a vejo em minha vida;
  • Oração: o que a Palavra me leva a dizer para Deus;
  • Contemplação: o que devo mudar concretamente em minha vida, que postura devo tomar; o que me proponho a viver naquele dia e durante a minha vida.

Agora, o fruto dessa nova dinâmica de vida ao ritmo da Palavra é uma transformação real e concreta que nos elevará em fé, esperança e caridade, além disso, nos proporcionará uma vida junto de Deus mais constante e digna de Seu amor.

Por último, convido a que nos empenhemos neste caminho. Com a Sua graça já provaremos aqui nesta terra das riquezas do céu!

Siga-nos!

Se ainda não nos segue no Facebook ou no Instagram clique para nos seguir.

Se deseja baixar nosso App Salve Maria! clique aqui e tenha a Liturgia Diária, o Rosário, o Santo de cada dia e muito mais na palma de sua mão.