Salve Maria!

Às vezes releio as suas delicadas cartas. Agradeço-lhe imensamente também as suas orações.

Aprendi a rezar o terço com os seus delicados livrinhos. Hoje tenho conseguido tanta coisa através desse hábito sagrado. Quando estou deprimida, com grandes tarefas intermináveis, começo a orar. Eu me imagino na presença da Santíssima Mãe de Jesus e sua doce companhia me traz a alegria do Espírito Santo, me fazendo esquecer a aridez desse mundo. Quando termino o terço, sinto até saudades da doce companhia de Maria e as tarefas já estão terminadas.