Apresentação do Senhor

A festa da Apresentação do Senhor. Ao mesmo tempo, é celebrada também a festa da Purificação de Nossa Senhora.

Era a Lei de Moisés – como dito: “Tu me consagrarás todo primogênito entre os israelitas, tanto homem como animal: ele será meu” (Ex 13,2) e também citado por São Lucas (Lc 2,23) – e sobretudo, mesmo Jesus Cristo, autor da Lei, não estando sujeito a esta lei, quis a Sagrada Família submeterem-se.

Grande prova de humildade e obediência.

Receba em sua casa este lindo Terço de Madeira! Clique aqui e veja como.

O ensinamento de Nossa Senhora

Quanto à Purificação da Virgem Maria, também descrita na Lei de Moisés (Lv 12), mais uma vez Maria Santíssima mostra sua sujeição à Lei, como na Apresentação do Senhor.

Ela, concebida sem a mancha original, imaculada, virgem antes, durante e depois do nascimento do Menino Jesus, não precisaria cumprir tal Lei.

Seria uma heresia pensar o contrário, duvidando de sua Conceição Imaculada, Dogma de nossa Fé, como algumas seitas dizem por aí.

De tal forma, entre outras razões, quis a Mãe da Igreja nos ensinar com que amor e carinho devemos seguir as leis da Igreja.

O cumprimento da Profecia

Em Jerusalém, havia um homem chamado Simeão, o qual era justo e piedoso… (Lc 2,25)

Um elogio de um varão santo. São características de uma ancianidade perfeita.

… e esperava a consolação de Israel. (idem)

Uma característica do santo. O velho Simeão não procurava a graça somente para si, mas sim, a queria para todo o povo.

Era um homem de grande fé. Cria nas promessas de Deus. Tanto que aguardava confiante o cumprimento da promessa de Deus que ele, Simeão, não morreria antes de ver o Messias que vem do senhor.

Aos fiéis, grandes prêmios!

Simeão jamais duvidara da palavra de Deus.

“… tomou-O nos braços…” (Lc 2,28)

Que graça extraordinária! Simeão tinha o Menino Jesus em seus braços.

Eles cumpriam assim o que pedia a Lei.

“Simeão os abençoou e disse a Maria, sua mãe: ‘Eis que este Menino está destinado a ser uma causa de queda e de soerguimento para muitos homens em Israel, e a ser um sinal de contradição…” (Lc 2,34)

Cabia a Simeão abençoá-Los, pois ele era da raça de Levi, sacerdote portanto.

E após proclamar esta profecia, belas e terríveis palavras… “[…] deixai, Senhor, vosso servo ir em paz, segundo vossa palavra. Porque meus olhos viram a vossa salvação que preparastes diante de todos os povos, como luz para iluminar as nações, e para a glória de vosso povo de Israel”. (Lc 2, 29-32).

Receba em sua casa este lindo Terço de Madeira! Clique aqui e veja como.

Uma espada transpassará tua alma (Lc 2,35)

Maria é Corredentora do gênero humano. Ademais, Ela já conhecia esta profecia. Além disso, podemos dizer mais, estaria gravada em seu espírito até a ressurreição de Jesus.

Mas o que podemos tirar de proveito nesta festa da Apresentação do Senhor? E também da Purificação de Nossa Senhora?

Nós somos convidados, neste trecho do Evangelho, a darmos um caráter de holocausto, de entrega de sofrimento às dores que nos forem permitidas pela Divina Providência.

Tenhamos amor às cruzes que nos cabem.

Assim, poderemos nos unir a Jesus e Maria nessa grandiosa cena da Apresentação do Senhor.


Ajude-nos assim a continuar nosso trabalho de evangelização e ajuda aos irmãos necessitados!

Ajude-nos a ajudar!