Batismo do Senhor

A comemoração do Batismo de Nosso Senhor Jesus Cristo encerra com chave de ouro o Tempo do Natal. Grande festa para os católicos, porque é neste Batismo, como veremos, que está incluído o nosso e, portanto, o início da participação de cada um na vida sobrenatural, na vida de Deus. 

Receba em sua casa um poster de Nossa Senhora com SEU NOME no Coração d’Ela! Clique aqui e veja como.

O Evangelho do dia

“Naquele tempo, Jesus veio da Galileia para o rio Jordão, a fim de Se encontrar com João e ser batizado por ele.”

Qual a intenção de Nosso Senhor Jesus Cristo ao escolher o rio Jordão para seu Batismo?

Tratava-se de um rio emblemático na história de Israel. Quando os judeus saíram da escravidão do Egito e entraram na Terra Prometida, onde viveriam em liberdade, Josué abriu as águas do Jordão para que o povo eleito. o atravessasse. O Jordão representava a linha divisória entre a terra do tormento, e a terra onde corria leite e mel. Assim, o Batismo de Nosso Senhor abre aos fiéis, a possibilidade de deixarem para trás a escravidão do pecado e de serem introduzidos no Reino de Deus.

Mas João protestou, dizendo: “Eu preciso ser batizado por Ti, e Tu vens a mim? Jesus, porém, respondeu-lhe: Por enquanto deixa como está, porque nós devemos cumprir toda a justiça!” E João concordou.

Expressa a suprema vontade do Divino Mestre, João concorda e, fiel à ordem recebida, obedece, ignorando todas as aparências. Não se preocupa com a desproporção entre a estreiteza e simplicidade do rio Jordão e a grandeza de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele só considera o que a fé lhe mostra: que ali está o Filho de Deus feito Homem

Depois de ser batizado, Jesus saiu logo da água. Então o Céu se abriu e Jesus viu o Espírito de Deus, descendo como pomba e vindo pousar sobre Ele.

O Céu se abriu, significando que o acesso ao céu, antes fechado à humanidade decaída em virtude do pecado de Adão, fora aberto pelo poder e pela Redenção de Cristo.

Era apropriado, como afirma São Tomás, que o Céu se tivesse aberto quando o Filho de Deus recebeu o Batismo, para indicar “que o caminho do Céu está aberto para os batizados”.

Por que Jesus quis ser batizado?

Mas por que Nosso Senhor foi batizado por São João uma vez que Ele não necessitava de perdão? São Gregório Nazianzeno nos dá uma pista: “veio Jesus ao batismo de João para santificar o batismo”. Ou seja, para trazer o Espírito e batizar com o fogo como diz o próprio São João Batista.

São Tomás, por sua vez, nos explica que “Cristo quis ser batizado para nos atrair ao batismo com o seu exemplo. Por isso, para que sua atração fosse mais eficaz, quis ser batizado com um batismo do qual manifestamente não necessitava, para que os homens se aproximassem do batismo do qual necessitavam.”

Outro argumento que este grande teólogo dá, acerca do porquê Nosso Senhor Jesus Cristo foi batizado por São João, é tirado de Santo Ambrósio: “O Senhor foi batizado não porque quisesse ser purificado, mas querendo purificar as águas, para que limpas pela carne de Cristo, que não conheceu o pecado, tivessem a força do batismo.” De maneira que Nosso Senhor quis santificar as águas com o seu divino corpo, para todos aqueles que nos séculos vindouros receberiam este sacramento tornando-se filhos de Deus por meio desse elemento. Assim, “da Galileia foi Jesus ao Jordão ter com João, a fim de ser batizado por ele (Mt 3,13)”.

O Sacramento do Batismo

O Batismo de Jesus, que a Igreja comemora, abre as portas para a instituição do Batismo sacramental.

Conforme comenta São Tomás: “Para que algo seja aquecido, deve entrar em contato com o fogo, pois só se obtém a participação em algo através daquilo que tem a mesma natureza; assim também a adoção filial deve ser feita por meio do Filho, que o é por natureza”.

Se alguém transformasse um pedregulho em colibri, faria um milagre muito menor do que o operado no Batismo. Entre a pedra e o colibri há certa proporção, pois ambos pertencem à natureza material. Mas, tornar uma criatura humana participante da natureza divina é um salto infinito, que Nosso Senhor nos concede com o Batismo.

Receba em sua casa um poster de Nossa Senhora com SEU NOME no Coração d’Ela! Clique aqui e veja como.

Neste mundo, quantas vezes as pessoas anseiam por conseguir uma vaga num colégio, num emprego, num clube, ou em outros lugares que as possam prestigiar. Ora, no Céu temos reservada uma vaga eterna, um trono extraordinário, uma coroa de glória, a partir do momento em que as águas batismais nos caem sobre a cabeça, constituindo-nos herdeiros de Deus e garantindo-nos o convívio com Ele na felicidade sem fim.

E o grande problema de nossos dias é ter sido esquecida esta verdade. Vivemos numa civilização feita de pecado, especialmente a impureza, a revolta contra Deus e o igualitarismo. Nela, a humanidade ignora o que há de principal na existência: o chamado para essa filiação divina.

Quanto precisaríamos crescer na devoção ao nosso Batismo pessoal, ao Batismo dos outros com quem nos relacionamos! Que veneração deveríamos conservar pela pia batismal onde fomos batizados! Como teríamos de celebrar com fervor o dia do nosso Batismo, considerando-o muito mais importante do que o próprio dia do nascimento, porque nele nascemos para a vida sobrenatural, nascemos para o Céu!

Eis a maravilha que nos lembra a festa do Batismo de Nosso Senhor Jesus Cristo.


Espero que este artigo tenha lhe sido muito útil a respeito de nossa Doutrina Católica!

Gostaríamos de levar esta evangelização, bem como ajuda social também a todas as paróquias do Brasil.

Ajude-nos para que possamos continuar ajudando a muitos outros irmãos.