O Rosário de Maria Santíssima

Como provavelmente você já deve saber, São Luis Maria Grignion de Montfort nos ensina que, o fiel que rezar devotamente o rosário até o fim de sua vida, ainda que seja um grande pecador, pode acreditar que receberá as graças necessárias para sua salvação.

E o santo afirma: mesmo que a pessoa esteja à beira do precipício, com um dos pés já no inferno, mesmo que tivesse vendido sua alma ao demônio, esta pessoa mais cedo ou mais tarde alcançaria a conversão e salvação, desde que rezasse o rosário todos os dias, devotamente, até o fim da vida.

Você também quer receber em sua casa um rosário? Clique aqui e peça o seu!


Como surgiu o rosário?

Talvez você já tenha ouvido várias histórias sobre o surgimento do Rosário. Mas, neste artigo você conhecerá a verdadeira história do Rosário da Virgem Maria!.

Por vota de 1214, São Domingos estava na França, na cidade de Toulouse, lutando pela conversão dos hereges albigenses. E vendo que tais pecadores não se convertiam, entrou em um bosque e lá ficou três dias em oração e penitência, suplicando a Nossa Senhora que mostrasse uma arma espiritual eficaz para vencer aquela batalha. No terceiro dia, Nossa Senhora apareceu-lhe acompanhada de três anjos e disse:

Querido Domingos, você sabe qual é a arma que a Santíssima Trindade quer usar para mudar o mundo? Se queres ganhar para Deus estas almas endurecidas, prega o meu rosário.

Conta-se que Nossa Senhora, então, mostrou o terço para São Domingos, com as 50 Ave-Marias, que passou a ser conhecido entre o povo como Saltério da Bem-Aventurada Virgem Maria, em memória aos 150 salmos (saltério) que eram recitados diariamente pelos monges.


O primeiro milagre do rosário!

O Santo levantou-se e correu para cidade. E enquanto se dirigia para a catedral os sinos começaram a tocar sozinhos e uma forte tempestade começou a cair, tal como nos contam os relatos históricos. E por causa disso o povo todo, católicos e hereges, se reuniu na igreja assustado com os relâmpagos e a ventania. O medo aumentou quando todos viram a imagem da Virgem Maria, que ficava no altar, erguer os braços três vezes para o céu.

A tempestade cessou graças a oração de São Domingos que, expôs para todos a devoção do rosário, que foi imediatamente adotada por quase todos os habitantes da cidade de Toulouse. Por causa disso, em pouco tempo, Nossa Senhora estava reinando nos corações e a heresia estava derrotada.

Tempos depois, no século XV, a devoção caiu aos poucos no esquecimento. Nossa Senhora apareceu ao beato Alano de La Roche (1428-1475), filho espiritual de S. Domingos, e lhe pediu que pregasse novamente sobre esta devoção a fim de avivá-la. Maria Santíssima lhe contou que seriam necessários enormes volumes para serem escritos todos de milagres realizados por meio do rosário. Inspirado pela Mãe de Deus, Beato Alano organizou o rosário, dividindo-o em três conjuntos de 50 Ave-Marias conhecidos como Mistérios Gozosos, Dolorosos e Gloriosos. Cada conjunto foi então subdividido em cinco dezenas, os mistérios, antes dos quais ele acrescentou um Pai-nosso. Assim nasceu o Rosário como nós conhecemos, com a diferença de que, recente, S. João Paulo II instituiu os Mistérios Luminosos.


Vantagens do rosário

O Rosário é uma sagrada composição de oração vocal e mental, feita para honrar e imitar os mistérios e as virtudes da vida, paixão, morte e glória de Cristo e sua Mãe. Rezai todos os dias, com verdadeira devoção, ao menos um terço do rosário, e estareis oferecendo uma coroa de rosas a Jesus e Maria.

Nossa Senhora disse ao Beato Alano: “Quero que os devotos do meu Rosário tenham a graça e a bênção de meu Filho, na vida e na morte, e que depois sejam libertados de toda espécie de escravidão, e sejam reis, tendo a coroa na cabeça, o cetro na mão e a glória eterna”. E por isso, o santo resume assim as grandes vantagens de rezarmos o Rosário.

  1. Os pecadores alcançam o perdão;
  2. As almas fervorosas, chegam à santidade;
  3. As que choram, são consoladas.
  4. As que são tentadas, recobram a paz;
  5. Os ignorantes são instruídos;
  6. Os religiosos são reformados;
  7. Os vivos triunfam da vaidade;
  8. Os mortos são aliviados.

Nos nossos dias, um novo convite

Séculos depois, em 1917, a Santa Virgem novamente pediu que seus filhos voltassem a rezar o seu saltério Quando lhe perguntam que era, Ela respondeu: “Sou a Senhora do Rosário” e diversas vezes disse “Rezai o terço todos os dias, para alcançar a paz no mundo e o fim da guerra”, foram suas palavras.

Que paz é esta que ela promete? O Papa Pio XII disse: “Se quiserdes que a paz reine em vossas famílias e em vossa pátria, rezai todos os dias o Santo Rosário em família”. E S. João Paulo II escreveu: Muitos problemas das famílias contemporâneas, derivam do fato de não conseguirem estar juntos, e os raros momentos para isso acabam infelizmente absorvidos pela televisão. A família que reza unida permanece unida, pois, Jesus é posto no centro e a família partilha com Ele as alegrias e os sofrimentos, coloca em suas mãos as necessidades e projetos, e d’Ele recebe a esperança e a força para o caminho (cf. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, n. 41).

Rezemos pela paz nas famílias e no mundo inteiro. Peça agora o seu terço e reze-o com seus familiares!


Faça você também parte desta evangelização digital do Brasil!

Cadastre-se aqui!